Últimas

Advogado preso por criticar STF em avião vai pedir impeachmet de Lewandowiski



Advogado preso por criticar STF em avião vai pedir impeachmet de Lewandowiski

Preso na terça-feira (4/12) após fazer críticas ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, o advogado Cristiano Caiado de Acioli (foto em destaque) vai pedir o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Eleitor de Bolsonaro, ele é filho da subprocuradora-geral da República aposentada Helenita Amélia Gonçalves Caiado de Acioli. O advogado possui registro na Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Distrito Federal (OAB-DF) e é irmão do procurador da República Bruno Caiado Acioli.

OUÇA O ÁUDIO EM QUE ELE CONTA COMO FOI PRESO



“Quem fiscaliza o Supremo? Quem faz alguma coisa com a conduta do ministro? Quem vai cuidar deste abuso de poder que o ministro cometeu ontem?”, indagou o advogado Cristiano Caiado de Acioli, de 39 anos, em entrevista ao “Café com Jornal” nesta quarta-feira (5).




 Questionado pelo jornalista da “Rede Bandeirantes” se ele pretende tomar alguma ação judicial contra o ministro Ricardo Lewandowski. O advogado respondeu: “Eu gostaria de ver o impeachment do ministro Lewandowski e eu vou até o final nisso. Ele não tem o decoro para ocupar este cargo. A toga é muito pesada para ele”, respondeu Cristiano.

O vídeo com a atitude autoritária e vergonhosa de Lewandowiski viralizou rapidamente nas redes sociais sendo um dos assuntos mais comentados e ganhou até a hastag #MePrendeLewandowiski.

O grupo MBL foi até o STF e fez uma projeção no prédio com a frase "STF é uma vergonha!"




Um comentário: