Últimas

Tarado que ejaculou em passageira em São Paulo é condenado a 3 anos de prisão


Tarado que ejaculou em passageira é condenado a 3 anos de prisão

A Justiça paulista condenou a três anos de prisão, em regime inicial fechado, um homem tarado que praticou importunação sexual no metrô de São Paulo. O caso ocorreu no mês passado. De acordo com ao texto da decisão, o criminoso ejaculou no corpo da vítima, que estava a caminho do trabalho.

O tarado foi retirado do vagão por seguranças. Ao ser interrogado, o réu alegou ter problemas vasculares e, como o trem estava cheio, encostou na vítima e ficou excitado. O caso corre em segredo de Justiça e cabe recurso da decisão.

Na sentença, a juíza Vanessa Strenger, da 3ª Vara Criminal Central da capital, considerou a situação como “grotesca e de elevado dolo”. Ela lembrou que esse tipo de conduta similar gerou mudanças na legislação.


Nenhum comentário