Últimas

Mbappé supera Neymar como jogador mais valioso do mundo



O conceituado site suíço CIES Football Observatory divulgou na manhã desta segunda-feira (5) uma atualização no ranking dos dez jogadores mais valiosos do mundo em cinco posições (atacantes, meias, zagueiros, goleiros e laterais).
Nessa atualização de novembro, o atacante francês Mbappé, do Paris Saint-Germain aumentou seu valor de mercado em 22,7 milhões de euros (cerca de R$ 97 milhões) e passou a ser o atleta mais valioso das cinco principais ligas europeias (Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França) e consequentemente do futebol mundial. O jogador campeão mundial, que havia sido avaliado em 182,8 milhões de euros em outubro, passou a ter o passe estipulado em 216,5 milhões de euros. Antes da Copa, valia 133,8 milhões de euros.
Mbappé, de 19 anos, campeão da última Copa do Mundo e atual artilheiro do Campeonato Francês, deixou o inglês Harry Kane (197,3 milhões de euros) e o Neymar (197) para trás na lista dos mais valiosos. O brasileiro, aliás, caiu da primeira para terceira colocação em relação ao último levantamento de outubro. Outro brasileiros que aparece bem colocados entre os atacante é Philippe Coutinho, do Barcelona, o quinto mais valioso.

Entre os volantes, o brasileiro Jorginho, naturalizado italiano, é o 10º mais valioso. Já entre os goleiros, Ederson, do Manchester City, é agora o mais valioso, seguido por Ter Stegen, do Barcelona, e Alisson, titular da seleção de Tite, que defende o Liverpool.
No estudo, além de qualidade técnica do jogador, a idade é também levada muito em consideração. Assim, os craques Cristiano Ronaldo e Messi, já acima dos 30 anos, aparecem atrás dos mais novos. CR7, avaliado em 123,6 milhões de euros, não figura, sequer, entre os dez primeiros.
Confira a lista dos jogodores mais valiosos pela CIES em novembro de 2018 (em milhões de euros):
Atacantes:
216,5 - Mbappé (francês, PSG-FRA)
197,3 - Harry Kane (inglês, Tottenham-ING)
197 - Neymar (brasileiro, PSG-FRA)
173 - Salah (egípcio, Liverpool-ING)
171,3 - Philippe Coutinho (brasileiro, Barcelona-ESP)
170,6 - Messi (argentino, Barcelona-ESP)
164,6 - Sterling (inglês, Manchester City-ING)
164,3 - Lukaku (belga, Manchester United-ING)
157,7 - Griezmann (francês, Atlético de Madri-ESP)
155,6 - Dybala (argentino, Juventus-ITA)

Volantes e meias:
163,4 - Dele Alli (inglês, Tottenham-ING)
150,4 - De Bruyne (belga, Manchester City-ING)
130,5 - Pogba (francês, Chelsea-ING)
90,6 - Kanté (francês, Manchester United-ING)
90,5 - Dier (inglês, Tottenham-ING)
90,2 - Ñíguez (espanhol, Atlético de Madri-ESP)
82,3 - Fabinho (brasileiro, Liverpool-ING)
75 - Keita (guineense, Liverpool-ING)
73,2 - Wijnaldum (holandês, Liverpool-ING)
72 - Jorginho (brasileiro, Chelsea-ING)

Laterais:
96,4 - Alexander-Arnold (inglês, Liverpool-ING)
88,3 - Walker (inglês, Manchester City-ING)
68,9 - Robertson (escocês, Liverpool-ING)
65,6 - Marcos Alonso (espanhol, Chelsea-ING)
64,2 - Kimmich (alemão, Bayern Munique-ALE)
55,8 - João Cancelo (português, Juventus-ITA)
51,3 - Hysaj (albandês, Napoli-ITA)
50,9 - Bellerín (espanhol, Arsenal-ING)
50,1 - Lucas Hernández (francês, Atlético de Madri-ESP)
48,2 - Odriozola (espanhol, Real Madrid-ESP)

Zagueiros:
99,2 - Umtiti (francês, Barcelona-ESP)
97,2 - Davinson Sánchez (colombiano, Tottenham-ING)
81,6 - Rüdiger (alemão, Chelsea-ING)
80,2 - Van Dijk (holandês, Liverpool-ING)
80,2 - Laporte (espanhol, Manchester City-ING)
77,6 - Joe Gomez (inglês, Liverpool-ING)
74,2 - John Stones (inglês, Manchester City-ING)
69,3 - Otamendi (argentino, Manchester City-ING)
66,8 - Varane (francês, Real Madrid-ESP)
65,6 - Skriniar (eslovaco, Internazionale-ITA)

Goleiros:
102 - Ederson (brasileiro, Manchester City-ING)
99,1 - Ter Stegen (alemão, Barcelona-ESP)
90,8 - Alisson (brasileiro, Liverpool-ING)
64,1 - Courtois (belga, Real Madrid-ESP)
63,5 - Arrizabalaga (espanhol, Chelsea-ING)
62,5 - Pickford (inglês, Everton-ING)
60,4 - Gianluigi Donnarumma (italiano, Milan-ITA)
58 - Jan Oblak (esloveno, Atlético de Madri-ESP)
41,3 - Lloris (francês, Tottenham-ING)
36,6 - Leno (alemão, Arsenal-ING)

Nenhum comentário