Últimas

TST dá indenização a funcionário por cobranças de chefe no WhatsApp



A Terceira Turma do TST (Tribunal Superior do Trabalho) condenou a Telefônica a pagar indenização a um vendedor, porque seu chefe enviava mensagens de WhatsApp cobrando metas, resultados e ameaças de demissão fora do expediente, segundo a Folha de São Paulo.

A decisão, unânime, fixou indenização de R$ 3.500. Para o Tribunal Superior, a conduta extrapolou os limites, além de gerar apreensão, insegurança e angústia no funcionário que alegou sofrer psicologicamente com as mensagens do chefe.



Nenhum comentário