Últimas

EFEITO BOLSONARO NA ECONOMIA: Empregadores e investidores já estão de olho no Brasil


A última semana antes das eleições surpreendeu projeções de que 2018 estava quase perdido para as ofertas iniciais de ações, com diversas empresas retomando planos depois de meses de paralisia. 

Segundo o site UOL Economia, faltando dias para o segundo turno, o mercado já dá como certa a vitória de Jair Bolsonaro (PSL), que caiu no gosto dos investidores. A expectativa de um novo governo comprometido com a agenda de austeridade fiscal levou o Ibovespa a entrar em bull market e destravou as ofertas. 

As políticas econômicas de Paulo Guedes, o escolhido para ser ministro da Fazenda agrada ao mercado e investidores.

 A grande probabilidade do candidato com viés reformista ganhar a eleição já começou a aguçar o interesse de empresas. Com a confirmação de um cenário de retomada da economia, da confiança do empresário e dos consumidores, abre-se uma janela de oportunidades para captações no mercado de capitais, seja em ações ou renda fixa.

 

A expectativa de uma eleição complicada, com mais de 10 candidatos no primeiro turno e incertezas sobre a força da candidatura do PT, deixou os mercados em compasso de espera. No final de agosto, havia pelo menos US$ 33 bilhões em fusões, aquisições, emissão de ações e títulos de dívida parados, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. Bolsonaro lidera as pesquisas com ampla margem de 14 pontos à frente do candidato do PT, Fernando Haddad, segundo a última pesquisa Ibope. O segundo turno das eleições brasileiras está marcado para dia 28 de outubro.

Nenhum comentário