Últimas

Mais de 2 mil pessoas estão desabrigadas por causa das chuvas no Maranhão




Dados divulgados pela Defesa Civil estadual neste domingo (15) sobre as consequências das chuvas no Maranhão indicam que o número de famílias afetadas já chega a 2006.  Da manhã de sábado (14) para a manhã deste domingo (15), Caxias foi acrescentada na lista de cidades em situação de emergência.

O município é a nona cidade a ser incluída na lista, que conta também com Marajá do Sena, Pedreiras, Trizidela, Lago dos Rodrigues, Presidente Vargas, Brejo, São João do Sóter, Tuntum. No total, são 20 cidades maranhenses afetadas pelas chuvas em todo o estado. São as cidades de: Marajá do Sena, Pedreiras, Trizidela, Caxias, Lago dos Rodrigues, Presidente Vargas, Brejo, Bacabal, Imperatriz, São João do Sóter, Tuntum, Codó e Formosa da Serra Negra.

Os municípios de São Luís Gonzaga, Rosário, Timbiras, Cantanhede, Nina Rodrigues, Paulino Neves e Araioses atualmente estão em estado de alerta e a Defesa Civil também acompanha a situação.



Moradores tentam salvar alguns objetos de casas que ficaram alagadas no município de Tuntum (MA). (Foto: Divulgação/Paulino Silva)

No trecho BR-135 entre Presidente Dutra e Dom Pedro que foi destruída com a força da enxurrada, metade da pista já foi recuperada, mas o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) ainda não emitiu informações sobre a previsão de liberar a segunda parte da via.

COMO AJUDAR

Como ajudar Em São Luís, a Cruz Vermelha e a 'S.O.S Tuntum' estão recebendo donativos em vários pontos da cidade. As doações serão levadas para famílias em municípios afetados pelas chuvas. 

Pela Cruz Vermelha Brasileira é possível contribuir levando doações à sede da filial do Maranhão da Cruz Vermelha Brasileira, que fica na Avenida Getúlio Vargas, 47, Monte Castelo, São Luís. 

Outra opção é fazer uma doação em dinheiro pela conta da Cruz Vermelha Brasileira no Banco Sicoob, agência 4327, Conta Corrente número 4082-7, CNPJ: 33.651.803/0001-65, ou por aqui. Para tirar dúvidas, também é possível ligar nos números 3249-9712, 9 8832-7249 e 9 9136-7276.

G1 Maranhão





Nenhum comentário