Últimas

Ex-vereador petista que tentou assassinar homem em protesto diz sofrer retaliações


Após ver que tinha cometido uma clara tentativa de homicídio, Maninho fugiu covardemente do local sem prestar socorro à vitima.




O ex-vereador ptista, Manoel Marinho, o Maninho, que quase matou o administrador Carlos Alberto Bettoni, 56, em manifestação na quinta-feira (5), em frente ao Instituto Lula, ao empurrá-lo contra um caminhão que passava e provocar traumatismo craniano, diz estar sofrendo retaliações.

Após ver que tinha cometido uma clara tentativa de homicídio, Maninho fugiu covardemente  do local sem prestar socorro à vitima.





Ele agora lamenta o ocorrido e disse que tem sofrido retaliações.

"Por conta das vinculações que tem sido feitas pelas mídias, onde está sendo reproduzida somente uma parte da situação, a família tem sofrido hostilização e retaliação por parte da população", afirmaram, em nota, advogados do ex-vereador. "O senhor Manoel Eduardo Marinho também é pai de família, também é avô. A família no momento não tem estrutura emocional para se pronunciar", anotaram.

O deputado Eduardo Bolsonaro entrou com denúncia no Ministério Público de São Paulo contra o ex-vereador Maninho por tentativa de homicídio.







Nenhum comentário