Últimas

Coronel afirma que assinatura em documento de espionagem no Maranhão foi forjada


O coronel Markus da Silva Lima negou que tenha assinado o documento sobre espionagem de adversários políticos de Flávio Dino. Segundo ele, a assinatura foi usada sem o seu consentimento. Segundo ele, sua assinatura foi incluída digitalmente no memorando, sem seu conhecimento, a partir de uma ordem de São Luí, via Comando de Policiamento do Interior (CPI).
Ele disse para o jornal maranhense O Estado:

“Partiu do CPI [Comando de Policiamento do Interior]. Aí, meu amigo, conversa com alguém do CPI. É assinatura digital, não é do meu conhecimento. Pegaram minha assinatura e colocaram no documento, usando o meu logotipo. Não autorizado por mim, sem meu conhecimento. Mas já estamos apurando.”



IMAGEM: Blog do Gilberto Leda



Nenhum comentário