Últimas

VÍDEO: Justiça determina que YouTube retire do ar 16 vídeos com ofensas a Marielle Franco


O Google, que administra o site de vídeos, deve fazer a retirada sob pena de multa diária de R$ 1 mil.




A Juíza Marcia Correia Hollanda, da 47ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, determinou que sejam retirados, em até 72 horas, 16 vídeos do Youtube considerados ofensivos à honra e à memória da vereadora Marielle Franco.

O Google, que administra o site de vídeos, deve fazer a retirada sob pena de multa diária de R$ 1 mil.

A ação foi movida pelas advogadas Evelyn Melo Silva, Juliana Durães de Oliveira Lintz e Samara Mariana de Castro, a pedido da irmã da Marielle, Anielle Silva dos Reis Barboza e  Mônica Tereza Azeredo Benício.



De acordo com a juíza, ao analisar os vídeos indicados pelas autoras do processo, ela verificou que alguns deles "extrapolaram o que a Constituição fixou como limite ao direito de livremente se manifestar".

A juíza ressaltou que "nenhum dos divulgadores apresentou prova concreta sobre o declarado".

 "Ao contrário, foram meras suposições e opiniões, sem lastro probatório identificado e que se continuarem a ser propagadas poderão atingir de forma irrecuperável a dignidade da falecida Marielle, com repercussões danosas a seus familiares", alegou.



G1




Nenhum comentário