Últimas

Problemas mentais e estupro levaram mãe a jogar bebê da ponte do São Francisco


Em 2016, ela foi abandonada por seus responsáveis e em janeiro deste ano, a jovem foi vítima de abuso sexual na unidade de saúde que estava internada para tratamento, fatos que desencadearam depressão e outros problemas mentais.



Karla Regina Pereira Mendes, de 20 anos, é a principal personagem do caso que ganhou grande repercussão e comoção em São Luis, ao jogar, no domingo, 18, o seu filho de apenas sete meses do alto de uma ponte de 36 metros de altura no São Francisco, que por sorte, a lama da maré baixa amorteceu a queda e a criança foi resgatada por dois PM's heróis, que deverão ser condecorados pelo ato de bravura. No Distrito Policial, Karla alegou sofrer de problemas psicológicos e ainda ter sido estuprada dentro de um hospital psiquiátrico de São Luís.

O BEBÊ DE KARLA 

 O estado de saúde de Thayller Lieger Mendes Barros, filho de Karla, é considerado estável pela equipe pediátrica do Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I) em São Luís. A criança deve permanecer no hospital até que seja divulgado um parecer das autoridades que devem definir com quem o bebê irá ficar para que em seguida, ele possa ter alta.




A TRISTE HISTÓRIA DE KARLA

Policiais responsáveis pelo caso puxaram registros de Boletins de Ocorrência feitos no nome de Karla Regina e apareceram dois, sendo um em 2016 por abandono de incapaz, onde ela teria sido abandonada por seus responsáveis, e outro de janeiro deste ano, onde teria sido vítima de abuso sexual na unidade de saúde que estava internada para tratamento, fatos que desencadearam depressão e outros problemas mentais.

O caso será investigado, pois ainda não se sabe se a criança foi fruto de uma violência sexual.

De acordo com informações do delegado Ronilson Moura, responsável pelo caso, ele revelou que exames serão feitos para atestar a saúde mental de Karla Regina. "se for confirmado, Karla será internada para tratamento", disse o delegado.

Karla foi autuada em flagrante por tentativa de homicídio. A criança foi encaminhada para uma unidade de saúde da capital e passa bem.





Nenhum comentário