Últimas

Por má gestão do PT, conta de luz pode subir mais de 20% este ano




Em um ano de inflação baixa e reajuste salarial de apenas R$ 17, o menor em 24 anos, a conta de luz deve ridicularizar ainda mais o brasileiro e seus ganhos. Segundo estimativas da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o reajuste médio nas contas ficará acima de 10% em 2018. Em alguns casos, a alta deve superar a casa dos 20%.

Em ano eleitoral com um fundo partidário para campanha de R$ 1,7 bilhões do dinheiro público, o governo alega que as razões para esse aumento, muito acima do IPCA previsto para o ano, são a falta de chuvas, que levou ao acionamento de usinas térmicas, muito mais caras que as hidrelétricas, mas também os subsídios embutidos na conta de luz, que não param de crescer, e segundo executivos do setor, erros de planejamento. 



MÁ GESTÃO DO PT

Diversos fatores explicam o aumento, mas há uma avaliação de que falhas cometidas na gestão do setor elétrico por negócios desastrosos do corrupto governo petista têm causado impacto nas tarifas até hoje. 

O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Luiz Barroso, lembra que principalmente nos últimos anos da gestão Dilma Rousseff foram realizados leilões para contratação de novas usinas e linhas em nível bem acima do necessário, por conta da recessão. Segundo ele, somente no ano passado o consumo de energia voltou aos patamares registrados em 2014.
Perdemos três anos de crescimento por causa da recessão. Parte desses custos da tarifa hoje serve para pagar reforços nos sistemas de geração e transmissão que vieram para atender a um mercado que não se concretizou”, afirmou Barroso.



Nenhum comentário