Últimas

‘O Brasil de Tite nos mostrou que não somos tão bons quanto dizem’, diz jogador da Alemanha

Agora, a seleção brasileira volta a jogar no começo de junho, contra a Croácia e a Áustria, nos dias 3 e 10, respectivamente.



A vitória do Brasil por 1 a 0 no amistoso com a Alemanha, em Berlim, na tarde desta terça-feira, fez alguns jogadores da atual campeã mundial questionarem a real capacidade do time. Um dos descontentes foi o meia Toni Kross, do Real Madrid.

“Melhoramos nos últimos minutos do jogo, mas o saldo foi negativo, e os problemas do nosso time ficaram escancarados. O Brasil nos mostrou que não somos tão bons quanto todos dizem. Ou, pelo menos, o que alguns de nós talvez possa achar que somos”, afirmou, na zona mista do Estádio Olímpico de Berlim, segundo jornais alemães.


“Nós não somos os favoritos absolutos na Rússia, isso é um absurdo. Isso era um absurdo antes e é um absurdo agora. Talvez agora tenha mais pessoas vendo dessa maneira”, completou Kroos. Seu colega Julian Draxler, do PSG, amenizou o discurso. “Toni está certo ao ligar o sinal de alerta, mas não vejo um cenário sombrio para a Copa do Mundo.”



Mesmo sem alguns titulares, como Manuel Neuer, Mats Hummels e Thomas Müller, a Alemanha era apontada como favorita no amistoso pelo ótimo momento que vive e pelo trauma do 7 x 1 de 2014. No entanto, a seleção brasileira teve uma boa atuação e venceu por 1 a 0, com gol de Gabriel Jesus.

Agora, a seleção brasileira volta a jogar no começo de junho, contra a Croácia e a Áustria, nos dias 3 e 10, respectivamente, já com os 23 convocados para a Copa do Mundo na Rússia. / VEJA


Nenhum comentário