Últimas

Celulares e notebooks nas celas do delegado Tiago Bardal e Coronel


Com o delegado foi encontrado um aparelho celular e um caderno de anotações. 



Em um revista realizada, na manhã desta terça-feira (20), no presídio para policiais na Delegacia Especial da Cidade Operária (Decop) e no Comando Geral da Polícia Militar, policiais civis apreenderam celulares, um notebook e uma pistola dentro das celas.

Com o delegado Thiago Bardal, que foi preso por suspeita de integrar uma quadrilha de contrabandistas internacionais, os policias encontraram um aparelho celular e um caderno de anotações. 

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA), um notebook e um pen drive, com conteúdos ainda não revelados pela SSP, também foram apreendidos em uma das celas da Decop.

Após a revista na Delegacia Especial da Cidade Operária, a operação seguiu para o Comando Geral da Polícia Militar onde flagrou o coronel Francalanci, também preso por ter ligação com a quadrilha de contrabandista internacionais, com um celular dentro da sua cela.

Na cela do investigador identificado como Edmundo, os policiais encontraram uma pistola, segundo informou a SSP.


Outro problema detectado durante a revista foi a ausência de um investigador que nem estava na cela.

"O delegado Armando Pacheco (Superintendente de Polícia Civil da Capital) está coordenando a operação na Decop e ouviu o delegado Bardal. Ainda estamos apurando tudo", disse o secretário da SSP-MA, Jefferson Portela, sobre o conteúdo encontrado no caderno e no celular de Tiago Bardal. 

O coronel Francalanci foi levado do Comando Geral para a Superintendência de Combate à Corrupção (Seccor), para ser ouvido pela polícia civil.

Imirante




Nenhum comentário