Últimas

Alegando "constrangimento ilegal" justiça de Brasília solta Joesley Batista



A 12ª Vara da Justiça Federal de Brasília mandou nesta sexta-feira (9) soltar o empresário Joesley Batista, um dos donos grupo J&F. Joesley foi preso em em 10 de setembro do ano passado pela Polícia Federal após ter o acordo de delação premiada rescindido pela Procuradoria Geral da República (PGR), por omissão de informações nos depoimentos.

O juiz Marcus Vinícius Reis Bastos, firmou que o empresário Joesley Batista, dono da JBS, foi submetido a “constrangimento ilegal” por ficar preso por seis meses sem que as investigações chegassem ao fim.

O juiz determinou a soltura de Joesley e do executivo Ricardo Saud.

Wesley terá de cumprir medidas cautelares, como monitoramento eletrônico, proibição de deixar o país e de participar de operações financeiras, além da obrigação de se apresentar periodicamente à Justiça.

 O relator do caso no STJ, ministro Rogerio Schietti, entendeu que a prisão decretada em setembro foi acertada. Por outro lado, ele ressaltou que vários meses se passaram e que, com isso, o risco dos dois voltarem a cometer crimes diminuiu muito, aceitando mudar a pena.



Nenhum comentário