Últimas

Nova reforma do sistema carcerário paga até salário mínimo e orelhão para presidiário

Nesta quarta-feira (4), o Senado aprovou um projeto que promove uma reforma da Lei de Execução Penal. Entre as mudanças que estão previstas na proposta, está a definição de limite máximo de oito presos por cela. A redação em vigor da lei, que é de 1984, prevê ainda que o condenado “será alojado em cela individual”, situação rara nos presídios brasileiros.

Em vez de leis mais severas para com a criminalidade, o falido sistema judiciário brasileiro resolveu ouvir os Direitos Humanos Internacionais para melhorar a vida do preso nas cadeias, incluindo pagamentos e mordomias. A alegação é com o objetivo de ressocialização das "pobres vítimas da sociedade".

O clamor da população, que sofre diariamente na mão desses marginais impiedosos, foi completamente ignorado. Além de nos proibir de portar armas para nos defendermos através do Estatuto do Desarmamento, imposto para a sociedade pelo Governo Lula, esta lei desarmou apenas os cidadãos, depois que entrou em vigor a partir de 2005, tornou o Brasil um dos mais violentos do mundo com em média 165 mortes por dia e mais de 63 mil por ano. Na época do referendo, em 2005, 64% da população votou contra o desarmamento.

Bandidos tem todos os benefícios, além de facilmente andarem armados, agora a população vai pagar toda a mordomia nas cadeias. Aonde vamos parar?!

Entanto muitos dizem não gostar de política, e da má política, os que gostam fazem do jeito que querem! ACORDA, BRASIL!

Nenhum comentário