-->

"Só com o superfaturamento do estádio de Brasília, poderíamos ter resolvido todo problema da saúde no país", diz jornalista



Após a morte de uma menina de ano por pneumonia ao esperar por mais de 15h para ser atendida em Joinville, Santa Catarina, porque o não tinha combustível nas ambulâncias para fazer o deslocamento da criança de um hospital para outro, viralizou o vídeo do jornalista gaúcho Luiz Carlos Prates, de afiliada do SBT no Rio Grande do Sul, comentando com o sentimento que se abate na maior parte da população, a revolta, sobre os bilionários superfaturamentos da construção de estádios do País para a Copa de 2014, dos quais somente o dinheiro de um estádio, poderia resolver problemas de unidades de saúde de todo o Brasil.


O Tribunal de Contas do Distrito Federal concluiu o relatório da quarta auditoria realizada nas obras do Mané Garrincha, registra o Correio Braziliense.

O custo original era de R$ 696,6 mil, mas o estádio acabou saindo por R$ 1.978.265.062,10.

Isso mesmo: quase dois bilhões de reais!




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.