-->

Nutricionistas elegem os 10 piores alimentos de todos os tempos


Esse post de saúde foi maravilhoso, mas é um alerta sobre que saúde queremos no futuro, ja que nos julgamos jovens e vigorosos, a alimentação é acúmulo de combustível para nossa velhice, aí eu pergunto: Qual combustível você está armazenando? Um combustível benéfico que não vai deixar o "motor" falhar pelo tempo uso ou um combústível que faz qualquer "motor" dar defeito mesmo ainda estando novo? Os alimentos antes dos exercícios são os fatores primordiais para uma garantia de uma vida saúdavel e com longevidade e aliado a prática de atividades físicas potencializam ainda mais este efeito!

A cultura do Fastfood formou uma geração hipertensa, diabética e mal alimentada e o que será das gerações futuras? O espelho disso são os EUA, onde mais da metade do país sofre de obesidade porque aprendeu a comer o que não deveria e deixou de lado o bom e velho arroz com feijão para se entupir de enlatados e conservas. Um alerta para nossa saúde, já que adotamos a mesma cultura, o nosso destino não será diferente do deles se não fizermos nada agora.

Fastfood é bom só para o sabor da boca, mas o corpo pede socorro cada vez que ingerimos esses deliciosos venenos, minando nossa saúde silenciosamente...

Vamos à matéria...


Os 10 piores alimentos de todos os tempos para a saúde

A partir de lista divulgada pela nutricionista canadense Michelle Schoffro Cook - da Organização Internacional de Consultores de Nutrição, da Sociedade Internacional de Medicina Ortomolecular e da Sociedade Canadense de Medicina. 



 lugar: Refrigerante Diet.

"O pior alimento de todos os tempos", diz Dra. Michelle. Segundo ela, como se não bastassem todos os problemas dos refrigerantes tradicionais, as versões diet contêm aspartame, agora rebatizado como "AminoSweet" - produzindo "efeitos que podem ser confundidos com Alzheimer, síndrome da fatiga crônica, epilepsia, esclerose múltipla". Sem contar serem capazes de provocar ansiedade, compulsão alimentar, depressão, enxaqueca, hiperatividade, insônia, palpitação cardíaca, perda auditiva, tontura.






 lugar: Refrigerante
Segundo pesquisa do Dr. Joseph Mercola, "uma lata de refrigerante possui em média 10 colheres de chá de açúcar (150 calorias), entre 30 e 55 mg de cafeína, corantes artificiais e sulfitos". Não fosse pouco, "a bebida é muito ácida, ruim para rins e ossos".
 lugar: Donuts

Por possuírem grande quantidade de gordura trans, "o pior tipo de gordura que você pode ingerir", provocam doenças cardíacas, câncer, diabetes e obesidade.





















 lugar: Cachorro-quente

O vilão aqui é a salsicha, uma carne processada rica em nitrito de sódio - substância cancerígena que "pode aumentar o risco de câncer do pâncreas e do intestino". Além de hipertensão.

 lugar: Bacon

Seu consumo "aumenta o risco de doenças cardíacas em 42%, e de diabetes em 19%". Estudo da Universidade de Columbia descobriu, mais, que pode provocar doenças pulmonares.

























 lugar: Salgadinhos de batata.
Não tem vitaminas, nem minerais, só gorduras. "Não têm nenhum benefício nutricional".

























 lugar: Batata frita.
Rica em gorduras trans e em acrilamida, "uma das mais potentes substancias cancerígenas, que aparecem quando as batatas são aquecidas em altas temperaturas".








 lugar: Pizza
Apesar de entrar nessa lista, nem todas as pizzas são nocivas à saúde. Só as congeladas, vendidas em supermercados, por serem ricas em conservantes. O vilão dessa pizza é a farinha branca usada na sua massa, "logo absorvida pelo organismo e transformada em açúcar puro".
Pizza está entre os vilões da saúde




















 lugar: Salgadinhos de milho.

Por serem todos fritos, provocam obesidade e aumentam o nível de açúcar no sangue. E não aproveitam as fibras do milho, tão benéficas à saúde.
http://4.bp.blogspot.com/-XDfHYof54hk/TaszsiJGEVI/AAAAAAAAA6I/eit5rti5zIY/s320/salgadinho_milho.jpg



























10º lugar: Sorvete:
Normalmente contem açúcar, aromatizante artificial, corantes e gordura trans, aumentando o nível do colesterol ruim.























Mudar hábito alimentar não é fácil, já que nossos pais no ensinam errado desde o começo, mas um esforço pra ter mais qualidade de vida e fugir do caos da saúde brasileira é válido!

A blogueira aqui não é nutricionista, mas adora posts de saúde e compartilha com a galera.


Beatriz Marks




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.